17/07/2012

Na morada azul

Cruzei os dedos,
meus belos dedos quebrados.
Minha alma sussurrou qualquer coisa
amordaçada...

Lágrimas
não atravessaram as costuras...
Os porcos corriam agitados
e era normal a agitação dos porcos.

A. F.

2 comentários:

  1. Cruzados os dedos
    Lágrimas dos olhos caídas
    Por caminhos rochedos
    Haviam plantas floridas!

    Animais agitados
    Corriam à toa
    Estariam a ser escorraçados
    Por qualquer coisa menos boa!

    Adorei, o seu poema "de dedos cruzados"?
    Boa terça-feira,
    um abraço
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  2. "Lágrimas dos olhos caídas
    Por caminhos rochedos
    Haviam plantas floridas!

    "Tão bom passar por aqui!

    Bjãooo meu amigo!

    ResponderExcluir